contato: +55 (41) 3012-6200
//Pneus bem cuidados, a segurança do motociclista

Pneus bem cuidados, a segurança do motociclista

Os pneus são um dos componentes fundamentais da motocicleta e sofrem desgastes constantes, já que estão permanentemente em contato com o solo. Calibragem, produtos, tipo de superfície, tudo influencia na durabilidade e segurança proporcionada pelos pneus. Porém, eles nem sempre recebem a atenção e os cuidados adequados.

No momento da compra, é importante observar se as especificações técnicas do pneu respeitam as orientações da motocicleta. Gregory Ross, mais conhecido como Alemão, – sócio da Alemão Pneus – destaca que é imprescindível verificar a qualidade dos pneus, o tipo e a marca, sempre de acordo com os requisitos do modelo da moto. O ideal é sempre consultar o manual da motocicleta. Segundo Alemão, a escolha de pneus também deve ser baseado no tipo de uso: urbano, esportivo ou race.

A calibragem é outro fator que interfere inteiramente na segurança e desempenho do veículo. A atenção com a calibragem é essencial. “Com pneus cheios de mais, a moto fica dura, instável. Com pneus vazios, ela fica pesada e há um aumento no desgaste”, explica Alemão.

O valor correto de calibragem é indicado no manual, mas ele destaca: “na maioria das motos, o pneu traseiro deve ter duas libras a mais, já que a concentração de peso e tração está ligada diretamente à roda traseira”.

O motociclista deve verificar a calibragem dos pneus uma vez por semana. A medida evita problemas como a falta de aderência e o desbalanceamento. Condições de uso, transporte de cargas pesadas e/ou garupa também devem ser levados em conta no momento de encher os pneus. Para conservação, Alemão alerta também, “nunca passe produtos químicos nos pneus”.

Hora da troca

O desgaste sofrido pelos pneus pode fazer com que fiquem “carecas”. Atenção aos sulcos é essencial. “O motociclista deve trocar sempre que o pneu chegar à marca do TWI”, pontua Alemão. O TWI é uma indicação criada pelos fabricantes de pneus para facilitar a confirmação do momento de trocá-los. A sigla vem do inglês Tread Wear Indicator e pode ser traduzida como indicador de desgaste da banda de rodagem.

O TWI está localizado na lateral do pneu como um símbolo (uma seta, por exemplo) ou mesmo como o logotipo do fabricante. Na direção da indicação há, no sulco, uma elevação em borracha, um filete. Quando esse filete fica aparente, é necessário trocar de pneu.

Mas o TWI só é parâmetro se o pneu estiver em perfeito estado, sem cortes, bolhas ou desgastes irregulares. Em qualquer uma dessas situações, mesmo que a marca do TWI não esteja aparente, é preciso um pneu novo.

“O prazo de validade do pneu é de cinco anos”, diz Alemão. Ainda assim, é importante saber que pela legislação brasileira, o sulco do pneu de motocicleta deve ter, no mínimo, um milímetro. Abaixo disso, além de estar mais propenso a sofrer acidentes, o motociclista está sujeito a multa.

Alemão afirma que é muito perigoso pilotar com os pneus muito gastos. “O desgaste causa o fim da borracha e, na hora que precisar frear, a moto não vai parar. Os pneus se tornam muito escorregadios nas curvas e há o risco eminente de furar”, conclui.

2018-07-04T15:26:16+00:00